OS PERIFÉRICOS

No Capítulo 2 você aprendeu que o computador desempenha quatro funções básicas:
entrada, armazenamento, processamento e saída. Viu que existem hardwares que possibilitam
ao computador atender cada uma dessas funções.
Aprendeu também qual hardware realiza uma dessas quatro funções: o processamento.
Resta estudar quem desempenha as outras três funções básicas. Apresentaremos a você os
periféricos e os hardwares de armazenamento.
Principais periféricos de entrada
Os periféricos de entrada são utilizados para que os usuários possam enviar dados ao
computador. É a forma que o ser humano e o computador têm para se comunicar. Se
considerarmos os diversos usos em nosso dia-a-dia, na automação industrial e em muitos
outros setores, a lista de dispositivos de entrada é incalculável.
Em muitas casas nos EUA há um detector de fumaça para prevenir incêndios. Lá
também são comuns os carros que possuem dispositivos que detectam a distância entre o
pára-choque e a parede ou o carro mais próximo, o que ajuda na hora de estacionar. As portas
de alguns estabelecimentos comerciais de maior porte como shopping centers, hospitais,
aeroportos etc. se abrem quando alguém se aproxima. Todos esses dispositivos estão ligados a
um computador, e são responsáveis pela entrada de dados. Você é capaz de identificar quais
dados são adquiridos por tais dispositivos? A presença de fumaça, a distância de objetos ou
pessoas próximas, todos são dados que serão interpretados por computadores específicos. Mas
como acontece em um computador pessoal de uso geral? Quais partes são vitais para seu
funcionamento mínimo, e quais são relativamente “dispensáveis” ou opcionais?
Nas seções a seguir você conhecerá os periféricos de entrada mais comuns em
computadores.
Teclado (keyboard)
O teclado é o principal dispositivo para entrada de dados em um microcomputador. Sua
finalidade básica é permitir a digitação de letras, números e símbolos especiais. Por meio de
teclas especiais de movimentação, o teclado permite ao usuário se movimentar por
documentos, programas e janelas do sistema operacional. A quantidade de teclas de um
teclado pode variar de 80 a 120.
Mouse
Um dos inventos mais importantes para ser utilizado em ambientes gráficos foi o
mouse. Sua finalidade é permitir a movimentação mais rápida pelos programas e janelas,
servindo como atalho para os comandos normalmente executados por meio do teclado. O
Macintosh, lançando em 1984, foi o primeiro micro a usar mouse, devido à interface gráfica.
Existem três tipos de mouse:
Página 18 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
Mecânico – Possui uma esfera na sua parte inferior. Ao ser movimentado sobre
uma superfície lisa, essa esfera aciona sensores mecânicos que enviam um impulso
elétrico para a CPU, que, por sua vez, por meio do sistema operacional,
movimenta o ponteiro do mouse na tela.
Optomecânico – Similar ao mecânico, mas que usa sensores ópticos para detectar
o movimento.
Óptico – Utiliza um laser para detectar o movimento do mouse.
Dispositivos semelhantes ao mouse:
Trackball: O trackball funciona como um mouse invertido, já que a esfera fica na
parte superior. Você não precisa movimentar o trackball, bastar apoiar a mão ou os
dedos sobre a esfera e movimentá-la. Esse tipo de mouse é preferido por ser mais
ergonômico, ou seja, ele não força a musculatura do braço e evita lesões.
Touchpad – Muito popular em notebooks. Para movimentar o cursor, o usuário
desliza o dedo sobre a superfície do dispositivo. O cursor acompanha o
movimento, e pode-se até clicar na própria superfície, como se ela fosse o botão do
mouse convencional.
Gamepad – Esse tipo de periférico envia dados de posicionamento para o
computador. É muito similar aos joysticks controladores de jogos. Embora seja
mais utilizado em jogos, pode substituir o mouse.
Scanner
O scanner é um tipo de dispositivo que converte imagens em arquivos digitais. O
scanner de imagem usa luzes e sensores para varrer a imagem que se quer copiar e detectar
padrões de reflexo de luz. As imagens são convertidas para um mapa de bits (bitmap) que
consiste numa malha de pontos. Existem scanners
OCR (Optical Character Recognition
Reconhecimento Óptico de Caracteres) que conseguem digitalizar documentos de textos, ou
seja, ler o texto de um documento impresso e convertê-lo em um arquivo texto.
Leitora óptica e leitora magnética
A leitora óptica converte uma informação impressa de forma manual ou mecânica em
dados para o computador.
Existem três métodos de reconhecimento óptico. São eles:
OMR (Optical Mark Reader – Reconhecimento Óptico de Marcas): as
marcas são colocadas em áreas específicas de um documento. Exemplo: cartões de
loteria, cartões de respostas de concursos públicos e vestibulares.
OCR (Optical Character Recognition): são lidos caracteres datilografados ou
impressos.
Leitor de código de barra: por um feixe de luz, fazem a leitura de números
codificados na forma de barras. Exemplo: controle de estoque e vendas de
Página 19 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
mercadorias em supermercados.
Sistemas de respostas por voz
É um dos principais sistemas utilizados por operadoras de telefonia, televisão a cabo,
cartão de crédito, entre outras empresas que oferecem serviços de atendimento ao cliente via
telefone. Esse tipo de sistema consiste em adquirir, por meio da fala do cliente, os dados de
entrada necessários ao computador.
Veja se a situação a seguir não é familiar:
Figura 16: Sistema de respostas por voz
Quando você responde, sua voz é captada pelo sistema e o número falado é identificado.
Existem outros sistemas de reconhecimento de voz, como o reconhecimento de
movimentação do cursor na tela: você fala para onde o cursor deve se mover e ele obedece; ou
até mesmo reconhecimento de texto! Você fala e o computador escreve.
Câmera de vídeo (webcam)
Utilizando-se de uma câmera de vídeo, o usuário pode fornecer um vídeo como dado de
entrada para um computador. A imagem captada pela câmera pode ser armazenada ou enviada
em tempo real a outro usuário, em uma videoconferência.
SAIBA MAIS…
Videoconferência:
Uma ferramenta da informática que permite a discussão com contato
visual e sonoro entre pessoas que estão em lugares geograficamente diferentes. Como a
imagem e o som são transmitidos praticamente em tempo real, a videoconferência fornece a
sensação de que os interlocutores encontram-se no mesmo local. Além da comunicação
visual e auditiva, muitos programas de videoconferência permitem também a troca de
arquivos, tornando-a uma ótima ferramenta de trabalho. Assista ao vídeo no endereço
eletrônico http://br.youtube.com/watch?v=xnMNtPEOszg, que exemplifica o uso da
videoconferência.
Página 20 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
Principais periféricos de saída
A CPU tem o trabalho de processar os dados recebidos para poder apresentá-los ao
usuário. A visualização das informações é feita por dispositivos de saída de dados. Vamos ver
alguns exemplos?
Monitor CRT (Cathodic Ray Tube – Tubo de raios catódicos)
Um monitor de vídeo, ou simplesmente monitor, é o dispositivo de saída do computador
que serve de interface visual para o usuário. Ele permite a visualização dos dados e da sua
interação com eles. Os monitores são classificados de acordo com a tecnologia de
amostragem de vídeo utilizada na formação da imagem. Atualmente há duas tecnologias:
CRT: é o monitor convencional. Seu funcionamento é baseado em repetidos
disparos de elétrons feitos por um canhão, o qual fica localizado no tubo de raios
catódicos. Os elétrons disparados atingem a superfície da tela entrando em contato
com um material denominado fósforo. Com esse contato uma luz é gerada nesse
ponto. Com isso, as imagens são geradas na tela.
LCD: é um tipo mais moderno de tecnologia para construção de monitor. Ele não é
de uso específico em computadores. Você encontra esse tipo de tecnologia em
notebooks, celulares, câmeras digitais, entre outros dispositivos.
Impressoras
A impressora é um meio fundamental de exibir seus dados, relatórios, documentos.
Existem, basicamente, três tipos de impressoras comerciais hoje em dia:
Matricial – É uma impressora de impacto, ou seja, há o contato entre a cabeça de
impressão e a folha. Um cabeçote de impressão se move pressionando uma fita com tinta,
que, ao encostar no papel, o marca.
Principais vantagens: fita de impressão barata; pode imprimir várias vias de uma
só vez.
Principais desvantagens: impressão de baixa qualidade, muito barulhenta, bastante
lenta e não imprime em cor.
Jato de tinta – Realiza uma impressão que não usa o impacto, ou seja, não há o contato
entre uma cabeça de impressão e a folha. O cabeçote de impressão (o qual contém a tinta)
se move pela página e em cada pequeno ponto de impressão a tinta é borrifada no papel.
Principais vantagens: impressão colorida e baixo preço da impressora.
Principais desvantagens: a impressão demora a secar, podendo borrar; impressão
lenta em relação à impressora a laser; manutenção constante em função da tinta
líquida sujando a impressora etc.
Laser – Realiza impressão que não usa o impacto. É um tipo de impressora que produz
resultados de grande qualidade para quem quer desenho gráfico ou texto, utilizando a
tecnologia do laser. Esta impressora utiliza o raio laser modulado para a impressão e envia
a informação para um tambor, através de raios laser. O modo de funcionamento é muito
Página 21 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
semelhante ao das fotocopiadoras.
Principais vantagens: impressão de alta qualidade e rápida.
Principais desvantagens: preço da impressora bem maior do que o das outras,
principalmente se for impressora a laser colorida.
Datashow
O projetor de imagens é um dispositivo usado para projetar dados em forma de imagens
transmitidas pela saída de vídeo do computador. Permite a projeção de slides ou vídeos,
tornando-se, assim, excelente ferramenta para fazer apresentações de aulas e palestras.
Principais periféricos de entrada e saída
Existem alguns periféricos que podem realizar tanto a função de entrada quanto a de
saída de dados. Vamos citar dois que são os mais utilizados.
Monitor touchscreen
É o monitor cuja tela é sensível ao toque seja pelo dedo do usuário seja por uma caneta
especial. Dessa forma, o usuário consegue enviar um comando ao computador via monitor.
Esse tipo de monitor é encontrado principalmente em alguns caixas eletrônicos de bancos, em
computadores portáteis, computadores de mão (palmtops), celulares e muitos outros.
Modem
Seu nome vem da abreviatura de MOdulador/DEModulador. Tem como finalidade
converter sinais digitais do micro em sinais analógicos e vice-versa. O modem é utilizado para
que o computador possa se conectar à internet. O tipo mais tradicional de modem é o que
converte os 0s e 1s dos computadores para sons que podem ser transmitidos via rede
telefônica.
Existem outros tipos de modem, mais modernos e, conseqüentemente, mais rápidos; são
esses o ADSL modem (ou DSL modem) e o Cable modem conhecidos como modem de banda
larga. O ADSL modem também utiliza a rede telefônica para transmissão dos dados, porém
usa um tipo de tecnologia que permite que o telefone possa ser usado ao mesmo tempo em
que a internet, ou seja, não ocupa a linha telefônica. Já o Cable modem utiliza a infra-estrutura
da rede de televisão a cabo para realizar as transmissões de dados.
Outro tipo de modem que vem sendo utilizado recentemente é o modem Wireless, que
no mercado costuma ser chamado de minimodem. É oferecido pelas empresas de telefonia.
Esse modem utiliza a tecnologia de rede sem fio para conectar o computador diretamente ao
provedor de acesso à internet. Tem a vantagem de permitir a mobilidade do computador; no
entanto, no que se refere à velocidade, é comparável ao modem tradicional

Domingos

Domingos Fernandes Moreira Técnico em TI (Tecnologia da Informação) Certificação: Assistente Projetos E Desenvolvimento De Sistemas Para Internet. Certificação: DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. dmoreirafernandes2011@gmai.com (11)98537-9939

%d blogueiros gostam disto: