Principais hardwares de armazenamento

Os dispositivos de armazenamento são utilizados para que o computador possa guardar
Página 22 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
os dados enviados pelo usuário e processados pela CPU. Veremos que o armazenamento pode
ser permanente ou temporário, dependendo do dispositivo usado.
Disco rígido ou HD (Hard Disk) (ou memória secundária)
Como vimos, o processador é o hardware que executa, de fato, nossas ordens. Essas
ordens são trabalhadas na memória principal. O disco rígido, por fim, é o local onde essas
informações são armazenadas no final do processo, de modo permanente. E se o disco rígido é
o local onde as informações ficam guardadas, também é no disco rígido que o computador
encontra e lê as informações que serão processadas.
Essas informações são guardadas sob a forma de arquivos, que são a unidade de
armazenamento de informação em disco. Os arquivos podem ser de programas, textos, bancos
de dados, documentos, músicas, vídeos, imagens, entre outros. Seus tamanhos também
variam.
Quando o processador lê um arquivo do disco rígido, este é armazenado
temporariamente na memória principal. O arquivo não é movido para lá: ele apenas é
carregado para que possa ser executado pelo processador. Uma vez carregado você pode
imprimi-lo, alterá-lo ou simplesmente fechá-lo sem realizar nenhuma modificação.
O termo “memória secundária” não é sinônimo exclusivo de HD. Na verdade, qualquer
outra memória sem ser a memória principal do computador pode ser chamada de memória
secundária. A característica principal da memória secundária é o armazenamento permanente
dos dados.
A operação de inserir um arquivo no HD chama-se “
gravar”, e a de retirar um arquivo
chama-se “excluir” ou “
deletar”.
A evolução dos discos rígidos faz com que sua capacidade aumente a cada ano. Existem
winchesters (sinônimo de disco rígido) antigos da ordem de megabytes, os do início do século
XXI, na ordem de gigabytes, e os do fim da primeira década do século XXI, que suportam
terabytes.
ATENÇÃO!
1 terabyte = 1024 gigabytes = 1048576 megabytes, ou seja, a capacidade de armazenamento
de um disco rígido atual é, aproximadamente, de um milhão de vezes a de um winchester da
década de 1950. Incrível a tecnologia, não é mesmo?
Memória RAM
Memória RAM é um componente fundamental do computador (do inglês Random
Access Memory, ou Memória de Acesso Aleatório). O termo aleatório significa que essa
memória pode ser acessada em qualquer ordem, não necessitando de acesso puramente
seqüencial.
A memória RAM (também conhecida como Memória Principal ou MP) é como o “local
de trabalho” do processador. É na RAM que o processador realiza seus trabalhos, definidos
nos programas, por exemplo. Quando ligamos nosso computador e executamos um programa,
o processador armazena-o temporariamente na MP, para melhor lidar com suas instruções.
Página 23 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
A RAM é também chamada de memória volátil, porque os dados que são armazenados
nela não permanecem gravados quando desligamos o computador. Se quisermos gravar esses
dados, temos que salvá-los em uma memória secundária. A RAM serve, portanto, para
trabalho imediato.
Como a memória RAM é o local de trabalho da CPU, para se ter um bom computador é
necessário que se tenha uma boa quantidade de memória RAM
.
A memória RAM é vendida em pentes de memória. É importante lembrar que a
quantidade de memória RAM máxima que um computador pode possuir depende da
capacidade da placa-mãe em suportar memória RAM.
Memória flash
A memória flash é um chip regravável que preserva o seu conteúdo sem a necessidade
de fonte de alimentação. Portanto, não é volátil. O exemplo mais comum é o Pen Drive, que é
um dispositivo de armazenamento com uma ligação USB (Universal Serial Bus – Barramento
Serial Universal) tipo A, com a aparência semelhante a um isqueiro ou chaveiro. É plugado na
entrada USB do computador e reconhecido automaticamente pelo Windows XP.
Outros dispositivos que usam memória flash são: mp3 player, Ipod e cartões de
memória usados em máquinas fotográficas digitais.
Compact disc
Consiste em um disco compacto (CD – Compact Disc – Disco Compacto) que pode
conter até 700 MB de dados. Existem alguns tipos distintos de CD. Os mais comuns são:
CD-ROM (Compact Disc Read Only Memory: Disco Compacto Memória
Somente de Leitura): é um CD que o usuário somente pode executar, ou seja, ler o
seu conteúdo. Não pode ser gravado. Esse tipo de CD vem gravado de fábrica, em
geral, com softwares e músicas.
CD-R (Compact Disc Recordable – Disco Compacto Gravável): é um CD que
permite que o usuário grave dados, mas uma vez que esse dado foi gravado ele não
pode ser mais apagado.
CD-RW (Compact Disc ReWritable – Disco Compacto Regravável): é o CD
regravável. Consegue-se gravar, apagar e regravar no mesmo CD.
DVD
Consiste em disco com formato idêntico ao do CD. No entanto, o DVD (Digital
Versatile Disc ou Digital Video Disc – Disco de Vídeo Digital) trata-se de uma mídia de
armazenamento com capacidade muito maior que o CD. É uma mídia de ótima qualidade para
vídeos e recursos multimídia em geral. Esse é seu uso principal hoje em dia, sobretudo pela
indústria cinematográfica.
A capacidade de armazenamento dos DVDs pode variar de acordo com os tipos: DVD-5
(4,7 GB), o DVD-9 (8,5 GB), DVD-10 (9,4 GB), o DVD-14 (13,2 GB) e o DVD-18 (17 GB).
Página 24 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
Blu Ray
Também conhecido como BD (de Blu-ray Disc) é um formato de disco óptico da nova
geração de 12 cm de diâmetro (igual ao CD e ao DVD) para vídeo de alta definição e
armazenamento de dados de alta densidade. É um sucessor do DVD e capaz de armazenar
filmes até 1080p Full HD de até 4 horas sem perdas. Requer uma TV full HD de LCD, plasma
ou LED para explorar todo seu potencial.
Sua capacidade varia de 25 (camada simples) a 50 (camada dupla) Gigabytes. O disco
Blu-Ray faz uso de um laser de cor azul-violeta, cujocomprimento de onda é 405 nanometros,
permitindo gravar mais informação num disco do mesmo tamanho usado por tecnologias
anteriores (o DVD usa um laser de cor vermelha de 650 nanometros).
Os discos BD vem em diferentes formatos:
BD-ROM: Um disco que é só de leitura;
BD-R: Disco gravável;
BD-RE: Disco regravável.
Figura 17: Blu Ray
Diferenças entre o Blu-ray e o DVD

Blu-ray DVD
Capacidade
(armazenamento)
23.3 / 25 / 27 GB (Camada Única)
46.6 / 50 / 54 GB (Camada Dupla)
4.7 GB (Camada Única)
8,5GB (Camada Dupla)
Comprimento de Onda do
Raio Laser
405 nm 650 nm
Taxa de Transferência 54,0 MB/s bits? 11,1 MB/s
Formatos Suportados MPEG-2, MPEG-4 AVC, VC-1 MPEG-2

Tabela 2: Diferençãs entre o Blu-ray e o DVD
Página 25 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
Disquete
É um disco magnético removível. Um disquete de 3 1⁄2 comporta até 1,44 MB.
Atualmente, o disquete está em desuso devido à baixa capacidade de armazenamento de
dados e também à facilidade de danificado ou perdido.
RESUMINDO…
Periféricos são hardwares que propiciam a interação do usuário com o computador.
O principal objetivo de um periférico é aumentar as capacidades de interação do
computador com o usuário.
Os periféricos de entrada são utilizados pelos usuários para que eles possam enviar
dados ao computador.
O teclado é o principal dispositivo para entrada de dados em um microcomputador.
A “visualização” das informações é feita via periféricos de saída de dados.
Existem alguns periféricos que podem realizar tanto a função de entrada quanto a de
saída de dados.
Existem alguns periféricos que podem realizar tanto a função de entrada quanto a de
saída de dados.
Os dispositivos de armazenamento são utilizados para que o computador possa
guardar os dados enviados pelo usuário e processados pela CPU.
A memória principal oferece armazenamento temporário dos dados, enquanto a
memória secundária oferece o armazenamento permanente

Domingos

Domingos Fernandes Moreira Técnico em TI (Tecnologia da Informação) Certificação: Assistente Projetos E Desenvolvimento De Sistemas Para Internet. Certificação: DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. dmoreirafernandes2011@gmai.com (11)98537-9939

%d blogueiros gostam disto: