SISTEMAS OPERACIONAIS

Como você viu no Capítulo 3, para que o hardware (parte física de um computador)
possa funcionar, é necessário um número de regras e ordens que coordenem todos os
processos realizados. Chamamos de software esse conjunto de regras e ordens.
Em um computador existem diversos softwares, todos prontos para atender às
necessidades dos usuários do computador. Por exemplo, um usuário pode precisar visualizar
uma imagem, editar um texto etc. Cada necessidade do usuário é atendida por um software
específico. Porém, os softwares utilizam os mesmos dispositivos físicos, ou seja, os hardwares
do computador.
Um software visualizador de imagens precisa utilizar a memória RAM e acessar o disco
rígido. Um software editor de textos também! Ele também necessita utilizar os periféricos de
entrada e saída. Isso pode levar os softwares a uma disputa pelo direito de usar o hardware.
Por exemplo, dois softwares podem querer enviar dados para a impressora ao mesmo tempo.
E aí, como é que fica?
É nesse ponto que vem o Sistema Operacional (SO). O SO é uma camada de software
existente entre o hardware e os APLICATIVOS. Assim, o SO controla o que cada programa
está acessando, sendo responsável por uma distribuição justa e eficiente dos recursos de
hardware para os softwares.
APLICATIVOS
Programas que executam tarefas para os usuários.
Dessa forma, dizemos que o SO consiste em uma camada de software que objetiva
tornar o uso do computador mais eficiente e conveniente. Para atender ao seu objetivo, o SO
estabelece um esquema de alocação de processador, memória e periféricos de entrada e saída
entre os programas que necessitam utilizar esses recursos.
Todo programa necessita, para ser executado:
usar determinada quantidade de memória;
usar a CPU;
ter acesso aos periféricos;
acessar os arquivos necessários.
ATENÇÃO
É o sistema operacional que gerencia todo o acesso aos recursos do computador para cada
um dos programas em execução.
Os programas que podem ser usados pelos usuários são chamados de aplicativos. Por
exemplo: processadores de texto, planilhas eletrônicas, jogos, entre outros. Já o conjunto de
programas imprescindíveis para o funcionamento do sistema é conhecido como software
básico. O sistema operacional é o principal programa desse conjunto. Exemplos de sistemas
operacionais são: Windows, Linux, Mac-OS, Unix, MS-DOS etc.
Nesta seção você irá aprender o básico sobre os principais sistemas operacionais
Página 27 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
existentes no mercado.
Windows
É o sistema operacional mais utilizado no mundo atualmente, desenvolvido pela
empresa Microsoft. Teve sua origem ligada ao sistema operacional MS-DOS (a sigla significa
MicroSoft – Disk Operation System, do inglês, que significa sistema operacional de disco). Se
você assistiu ao filme “
Piratas do Vale do Silício”, que foi recomendado em uma das aulas
anteriores, com certeza se lembra desse fato.
Quando o Windows surgiu não era considerado um sistema operacional. Era o que
chamamos de shell (do inglês, concha) para o MS-DOS, ou seja, uma camada de software
adicionada para deixar o sistema operacional mais fácil de ser usado pelo usuário. No MSDOS, o usuário tinha que dar instruções em uma linha de comando.
Figura 18: O bom e velho MS-DOS. Nele, o usuário tinha que
inserir linhas de comando textuais para executar as funções. Veja
como isso mudou quando passamos para as interfaces gráficas!
O principal diferencial do Windows que o deixava simples de ser utilizado era a
interface gráfica (GUI – Graphics User Interface, do inglês, que significa interface gráfica
para usuário) que substituía a linha de comando. A GUI composta por janelas, ícones e menus
tornavam o uso do computador muito mais fácil e intuitivo.
SAIBA MAIS…
A substituição da linha de comando do MS-DOS pela interface com janelas é a principal
característica do SO Windows. Daí o nome: Windows, que, em inglês, significa “janelas”.
A área de trabalho (em inglês, desktop) é a tela inicial na qual são exibidos janelas,
ícones, menus e caixas de diálogo. Veja a área de trabalho do Windows na figura 4.2.
Página 28 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
Os ícones da área de trabalho representam programas que podem ser executados dandose um duplo clique no respectivo ícone. Na parte inferior do desktop tem-se o menu Iniciar na
barra de tarefas. Quando você clica no menu Iniciar, é aberto um MENU POP-UP com
diversas opções. Veja na figura 4.2.
SAIBA MAIS…
O termo pop-up vem do inglês e significa “surgir”. No contexto de informática, o termo
MENU POP-UP refere-se a um menu que contém opções e comandos que dizem respeito a
determinado objeto. Com exceção do menu Iniciar, você acessa o menu pop-up dos objetos
por meio de um o botão direito do mouse.
Figura 19: Área de trabalho do Windows, após o usuário clicar no
menu Iniciar.
O menu exibido oferece acesso rápido à maioria dos itens mais úteis do computador.
Você pode clicar em Ajuda e Suporte para aprender a usar o Windows, obter informações
sobre a solução de problemas, receber suporte, e muito mais. Quando você clica em Todos os
Programas, é aberta uma lista dos programas instalados no computador. Dentre as demais
opções possíveis do menu Iniciar, destacamos o Meu Computador, que é o local que permite
acesso aos dispositivos de armazenamento: disco rígido, disquete, CD, entre outros. Veja a
figura 4.3.
Outra opção que é indispensável que você conheça é a de Desligar o Computador, que
permite que o Windows seja desligado corretamente. Veja a figura 4.4:
Página 29 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
Figura 20: Tela do recurso Meu Computador.
Figura 21: Desligando o Windows.
Página 30 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
Linux
O sistema operacional Linux foi desenvolvido inicialmente por um estudante chamado
Linus Torvalds, que, a partir do zero, resolveu construir um sistema operacional. Assim que
concluiu uma versão inicial, Linus divulgou o Linux em uma lista de discussão on-line. Com
isso, vários outros estudantes se interessaram pelo projeto e começaram a desenvolver novas
funcionalidades para o Linux. Atualmente, milhares de programadores contribuem com o
avanço do Linux, e hoje em dia ele é um dos principais concorrentes do Windows.
Um sistema operacional possui uma parte muito importante, que é o kernel (o núcleo do
sistema), o qual é responsável pelas principais funções. O sistema operacional Linux é
caracterizado por possuir diversas distribuições. Cada distribuição oferece uma versão
diferente do kernel, acrescida de um conjunto de softwares e uma interface de instalação.
Exemplos de distribuições são: Ubuntu, Redhat, Debian, Slackware, Conectiva, Kurumin,
entre outras. As duas últimas são distribuições brasileiras. A escolha de qual distribuição
utilizar é feita de acordo com a preferência do usuário e com a finalidade de uso do
computador.
Na figura 4.5 temos uma foto da área de trabalho da distribuição Kurumin do Linux.
Perceba que a mesma possui ícones e barra de tarefas bem semelhantes ao Windows. Além
disso, se o usuário clicar no botão que possui a letra K na parte inferior esquerda da área de
trabalho, um menu pop-up será aberto e disponibilizará diversos aplicativos para que ele
utilize.
Figura 22: Área de trabalho da distribuição Kurumin.
Na figura 4.6, temos o gerenciador de arquivos do Kurumin (konqueror). Ele pode ser
Página 31 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
acessado quando o usuário clica no ícone de uma casa que fica na parte inferior esquerda da
área de trabalho. Nesse gerenciador, o usuário pode acessar os hardwares de armazenamento
conectados ao microcomputador para gerenciar seus arquivos.
Figura 23: Tela do recurso Meu Computador.
Mac OS
É o sistema operacional desenvolvido pela Apple Computer. Foi introduzido em 1984
juntamente com o computador macintosh. Foi o sistema operacional que introduziu a interface
gráfica (GUI), tornando a interação do usuário com o computador muito mais agradável.
Muitos usuários consideram que nos dias atuais o Mac OS é mais fácil de usar do que seus
concorrentes.
A figura 4.7 ilustra o desktop do Mac OS. Assim como no Windows, podemos ver os
ícones e arquivos presentes na área de trabalho. Na parte superior tem-se a barra de menu, na
qual, do lado direito, são vistas informações relativas à data e hora do sistema. No lado
esquerdo, temos informações a respeito do software que está ativo naquele momento. Na parte
inferior aparecem diversos softwares aplicativos que o usuário pode executar.
Um aplicativo essencial que você deve conhecer do Mac OS é o Finder, pois é o
primeiro aplicativo com o qual o usuário tem que interagir assim que efetua o login (tem
acesso) no Mac OS. O Finder pode ser considerado a interface gráfica do sistema de arquivos
do Mac OS. Dessa forma, os usuários podem utilizá-lo para acessar os dispositivos de
Página 32 de 126
Informática Básica Professor: Fábio Ferreira
armazenamento conectados ao computador.
Figura 24: Desktop (área de trabalho) do Mac OS.
A figura 4.8 exibe a janela referente ao Finder. Observe que, no lado esquerdo da janela
do Finder, o usuário tem acesso aos dispositivos existentes no computado

Domingos

Domingos Fernandes Moreira Técnico em TI (Tecnologia da Informação) Certificação: Assistente Projetos E Desenvolvimento De Sistemas Para Internet. Certificação: DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. dmoreirafernandes2011@gmai.com (11)98537-9939

%d blogueiros gostam disto: